Entrevista com:

Andréa Alves

Arquiteta (CAU Nº A39231-6) responsável pela AA Arquitetura Projetos e Serviços.

 08 de Fevereiro de 2019

Em ambientes hospitalares, é mais vantajoso construir com drywall ou alvenaria?

A construção convencional em alvenaria envolve muitas etapas, sendo que algumas delas geram resíduos e sujeira, fatores complicados de lidar em ambientes hospitalares. O drywall, por sua vez, é um excelente aliado de quem faz projetos para hospitais, pois permite a realização de obras limpas e rápidas

O drywall é mais interessante também em relação ao controle do orçamento?

Quando executado de maneira adequada, o drywall reduz significativamente o desperdício de material, o que dá ao cliente maior segurança em relação aos custos e prazos previstos no início da obra. 

Em quais áreas dos hospitais as chapas de drywall são empregadas? 

Utilizamos o sistema construtivo drywall sempre que precisamos de uma obra rápida e facilmente reversível, a exemplo de consultórios e áreas administrativas. Nos banheiros, empregamos as chapas resistentes à umidade e com revestimentos.

São comuns nos hospitais as mudanças de layout de quartos e salas de espera. Como a utilização de drywall colabora com essa condição?

O drywall é extraordinariamente versátil, e essa característica favorece a sua utilização em hospitais, pois são locais dinâmicos, nos quais é constante a necessidade de alocar novos ambientes ou procedimentos. Mais: como funcionam 24 horas, todos os dias da semana, as mudanças devem ser feitas de forma rápida, com obras limpas e secas.

Quando o assunto é conforto termoacústico, sabemos que o sistema drywall é um dos mais indicados. Como esse comportamento auxilia na recuperação e no bem-estar dos pacientes hospitalizados?

De modo geral, o estado psicológico dos pacientes internados está comprometido devido às circunstâncias do próprio tratamento. Sendo assim, garantir privacidade, conforto e silêncio é fundamental para a recuperação e está em consonância com o conceito de humanização do ambiente. Isso é conseguido com o uso de sistemas que colaboram com o conforto termoacústico, caso do drywall.

Por que é mais interessante usar folhas de chumbo combinadas com drywall nas salas de radiologia do que optar pelas paredes convencionais?

Os métodos tradicionais de contenção de radiação envolvem a aplicação manual de argamassa com barita. Trata-se de um processo lento, que gera grande quantidade de sujeira e não garante a uniformidade da vedação, uma vez que é praticamente artesanal. Então, o uso das chapas de drywall com folhas de chumbo garante que os níveis de radiação fiquem dentro dos parâmetros previstos nas normas da vigilância sanitária. E, o melhor, de forma rápida e limpa. Tudo isso dá mais segurança ao projetista.

As paredes de drywall aceitam a inclusão de bate-macas?

O uso de bate-macas pode ser previsto sem nenhum problema, desde que sejam contemplados reforços internos que garantam uma fixação mais robusta. Ao mesmo tempo, reverter a sua instalação também é simples: basta recompor o revestimento das paredes.

 Comentários

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

 Nós respeitamos sua privacidade e somos contra o spam na internet.